Palco, de Gilberto Gil, por Jorge Vercillo. "Fogo eterno pra afugentar o inferno pra outro lugar..."


Jorge Vercilo en una hermosa versión de este tema de Gil, ya un clásico.


Jorge Vercilo




Palco (Gilberto Gil)


Subo nesse palco, minha alma cheira a talco
Como bumbum de bebê, de bebê


Minha aura clara, só quem é clarividente pode ver
Pode ver


Trago a minha banda, só quem sabe onde é Luanda
Saberá lhe dar valor, dar valor


Vale quanto pesa prá quem preza o louco bumbum do tambor
Do tambor


Fogo eterno prá afugentar
O inferno prá outro lugar


Fogo eterno prá consumir
O inferno, fora daqui


Venho para a festa, sei que muitos têm na testa
O deus-sol como um sinal, um sinal


Eu como devoto trago um cesto de alegrias de quintal
De quintal


Há também um cântaro, quem manda é Deus a música
Pedindo prá deixar, prá deixar


Derramar o bálsamo, fazer o canto, cantar o cantar

you might also like

Jorge Vercillo

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.

Sonia Mella

Soy una apasionada de la música brasileña y del idioma portugués y quiero transmitir todo lo aprendido, a través de mis blogs: Brasil es Música y Traducciones de Portugués.