"Eu sou do tempo em que a gente se telefonava..." Blubell y "Chalala" (Clip)

Bluebell
La cantante y compositora Blubell nació y creció en la ciudad de São Paulo y desde 2006 desarrolla su trabajo autoral. Antes de lanzarse como solista, estudió canto popular en la Universidad Libre de Música, formó parte de bandas independientes y participó en shows de la big band "paulistana" "Funk Como Le Gusta", además de haber participado con su voz en jingles de comerciales de TV.

Su primer álbum Slow Motion Ballet, un lanzamiento independiente de 2006, sólo incluyó composiciones de la artista, excepto por la versión de "Junk" de Paul McCartney. El trabajo recibió excelentes críticas de la prensa especializada y elogios de cantantes como Marisa Monte y Mallu Magalhães.

"Eu sou do tempo em que a gente se telefonava" (Soy de la época en que nos hablábamos por teléfono) es una coproducción de Blubell y Maurício Tagliari, guitarrista de la prestigiosa Nouvelle Cuisine, y productor de los discos Azul y Vermelho, de Nina Becker y Cristalina, de Lulina. La cantora es la autora de los once temas que componen el disco. 'Pessoa Normal' y 'Estrangeira', creaciones conjuntas con Luiz Venâncio y 'Velvet Wonderland' con el músico Pedro Baby. El disco cuenta también con "Chalala", que es tema de apertura de la serie Aline de Rede Globo.

La cantante es acompañada por Rui Barossi (bajo), Guilherme Marques (batería), Daniel Muller (piano), Beto Sporleder (saxo y flauta), y André Bordinhon (guitarra).


Letra en portugu
Chalala (Bluebell)
Pode entrar o que quer tomar? tirou o casaco e jogou no chão,
No hall de entrada, a luz acordada eu gosto de vinho, mas hoje não,
Tira o sapato, deu comida pro gato, ele não lava os pratos ha dias,
São quatro degraus, não repare o caos, amanha é sábado.
Se você duvidar eu faço questão,
Se você ta com frio, eu sou o verão,
Se você é problema, eu sou a solução.
Se você é uma farsa, eu sou uma versão,
Se você é o caos, eu sou confusão,
Se você der a musica, eu faço o refrão.
Uh uh chalala, uh uh chalala, uh uh chalala,
Eu faço o refrão
Uh uh chalala, uh uh chalala, uh uh chalala.
Não sei se eu falei, me amaro no rei, adoro ler biografias,
Viciada em café, cabelos em pé, tenho uma guitarra verde limão,
Eu vou cantar no meio da rua, eu quero acordar os vizinhos,
Os dois no sofá um pouco pra lá, eu curiosíssima.
Se você duvidar eu faço questão,
Se você ta com frio eu sou o verão,
Se você é problema eu sou a solução.
Se você é uma farsa eu sou uma versão,
Se você é o caos, eu sou confusão,
Se você der a musica, eu faço o refrão.
Uh uh chalala, uh uh chalala, uh uh chalala,
Eu faço o refrão.
Uh uh chalala, uh uh chalala, uh uh chalala,
Eu faço o refrão.
Uh uh chalala, uh uh chalala, uh uh chalala (6x)
Uh uh chalala.

you might also like

Blubell

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.

Sonia Mella

Soy una apasionada de la música brasileña y del idioma portugués y quiero transmitir todo lo aprendido, a través de mis blogs: Brasil es Música y Traducciones de Portugués.