Eu quero é botar meu bloco na rua, de Sérgio Sampaio, por Ligiana y Tom Zé



Ligiana


Eu quero é botar meu bloco na rua (Sergio Sampaio)
Tom Zé
Há quem diga que eu dormi de touca
Que eu perdi a boca, que eu fugi da briga
Que eu caí do galho e que não vi saída
Que eu morri de medo quando o pau quebrou

Há quem diga que eu não sei de nada
Que eu não sou de nada e não peço desculpas
Que eu não tenho culpa, mas que eu dei bobeira
E que Durango Kid quase me pegou

Eu, por mim, queria isso e aquilo
Um quilo mais daquilo, um grilo menos disso
É disso que eu preciso ou não é nada disso
Eu quero é todo mundo nesse carnaval

Eu quero é botar meu bloco na rua
Brincar, botar pra gemer
Eu quero é botar meu bloco na rua
Gingar, pra dar e vender

Participação : Tom Zé
Serrote : Fernando Alves Pinto
Metais : Marcelo Monteiro
Violão 7 cordas : Emiliano Castro
Bateria : Simone Sou
Palmas : Alfredo Bello, Fernando Alves Pinto, Fernando Cavaco e Ligiana.

you might also like

Tom Zé

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.

Sonia Mella

Soy una apasionada de la música brasileña y del idioma portugués y quiero transmitir todo lo aprendido, a través de mis blogs: Brasil es Música y Traducciones de Portugués.